(87)981665206
MUNDO: Suecos criam microchip que permite ter passaporte vacinal sob a pele

MUNDO: Suecos criam microchip que permite ter passaporte vacinal sob a pele

Até aqui, o passaporte de vacina contra a covid-19 ou o comprovante da imunização podiam  ser carregados em papel ou no celular. Agora há também a opção de carregá-lo sob a pele, em um microchip. A novidade foi apresentada pela startup sueca Dsruptive Subdermals.

O implante digitalizável pré-programado mede 2 por 16 mm e, quando escaneado, mostra as informações inseridas nele. 

Microchips "voadores" podem monitorar qualidade do ar e disseminação de doenças

Na Suécia, 3 mil pessoas já usam microchips sob a pele – e não temem as consequências

“Tenho um implante de chip em meu braço e o programei para ter meu passaporte de covid-19. O motivo é que sempre quero tê-lo acessível”, afirma Hannes Sjoblad, diretor administrativo da empresa, em entrevista à AFP. Ao ser escaneado com o telefone celular, o dispositivo abre um PDF com os dados da vacinação. No caso de Sjoblad, ele contém o Certificado Digital Covid-19 da União Europeia. 

Isso significa que está sempre acessível para mim ou para qualquer pessoa, na verdade, que queira me ler. Por exemplo, se eu for ao cinema ou a um shopping center, as pessoas poderão verificar meu status mesmo que eu não tenho meu telefone”, informa o executivo, segundo informação Business Insider

Ele deixa claro que a inovação não é um dispositivo de rastreamento – apenas responde ao escaneamento.

“Se você entende como esses implantes funcionam, sabe que eles não têm bateria. Eles não podem transmitir um sinal por si próprios. Portanto, são basicamente passivos”, explica. “Eles nunca podem dizer sua localização, só são ativados quando você os toca com seu smartphone, então isso significa que eles não podem ser usados para rastrear a localização de ninguém.”

Com preço de 100 euros (cerca de US$ 112 ou R$ 642), o produto não precisa ser removido para ser atualizado. Para isso, basta usar um aplicativo e incluir ou editar as informações.

Microchip é o futuro?

O interesse de Sjoblad por implantes subdérmicos vem desde 2014. Além deste que carrega as informações sobre a vacinação, sua empresa criou outro que mede a temperatura corporal das pessoas e serve como um sensor de temperatura escaneável.

“Estou convencido de que essa tecnologia veio para ficar e não acharemos nada estranho ter um implante na mão”, relatou à BBC há alguns anos.

E, ao que tudo indica, ele tem razão. Na Suécia, milhares de pessoas se inscreveram para obter implantes de microchips. Em 2018, o site NPR informou que elas estavam recebendo chips do tamanho de grãos de arroz, inseridos logo acima de seus polegares, com o objetivo de acelerar suas rotinas diárias e torná-las mais convenientes.

Fonte: https://epocanegocios.globo.com/

Compartilhe na Rede


Biografia / Histórico
Fechar

É fácil Participar da Promoção!

Digite abaixo o Nome da Promoção, Nome(completo) e Telefone com DDD.

Participe da Promoção